quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Um treinador só para você!

O trabalho obsessivo vem levando você ao limite físico e psicológico?
É hora de procurar um personal coach

By Aristides Girardi

A vida dos executivos e executivas, não anda nada fácil. Agenda, viagens, reuniões, planejamentos, avaliações de resultado, novos mercados, câmbio, parcerias, acionistas, carreira, família, amigos, etc.
Haja fôlego!
Ser executivo hoje em dia é um permanente desafio na busca da perfeição no mundo dos negócios. Quem falha, perde. Quem não falha, ganha.
O mundo corporativo está produzindo verdadeiras “máquinas humanas”, onde a busca obsessiva pelo lucro tem levado executivos e executivas à beira dos limites físico e psicológico.
Sem contar no aumento do número de divórcios, úlceras e síndrome do pânico.
Não há mais tempo para cuidar da saúde, da família e da carreira.
Todo o tempo e toda energia é direcionada para comprar, produzir, vender, lucrar.
Poucas são as empresas no mundo dos negócios, que apresentam um discurso de qualidade de vida e na prática são honestas consigo mesmas. Os programas de melhoria no ambiente de trabalho nem sempre refletem melhoria na qualidade de vida dos principais executivos que a dirigem.
Muitos cargos e funções foram eliminadas e, com isso, houve uma drástica redução no time de executivos, causando uma sobrecarga natural de trabalho, responsabilidade e ocupação do tempo.
As facilidades oportunizadas pela tecnologia, “obrigam” os mortais executivos a trabalharem em casa, no hotel, no aeroporto, no trem, no restaurante e até na rua, enquanto está andando.
Stop! Há um recurso que está ao alcance de todos. O Personal Coach. Amigo, experiente, vivido e que entende muito bem dessa “fábrica de loucos” que é o mundo corporativo.
A missão do Personal Coach, é ajudá-lo na busca do equilíbrio entre o que o mundo quer que você faça e aquilo que você realmente gostaria de fazer, mantendo as perspectivas de alavancagem da sua carreira, melhoria da sua remuneração e benefícios, e ainda, preservando o seu bem estar, a auto-estima e o orgulho de você mesmo.
Não há fórmula mágica, mas há uma fórmula prática.
Procure saber com seus amigos executivos, o telefone de um Personal Coach de confiança, marque um horário na sua agenda e vá tomar um café, trocar idéias e não saia do encontro sem marcar o início de um programa mínimo de coaching, o qual será, com certeza, um marco histórico na sua vida profissional e pessoal. O investimento, qualquer que seja, será pouco diante dos benefícios que você vai receber.
Hoje recebo mensagens de executivos que estão atuando em vários países do mundo, agradecendo pelas conversas e pelas dicas. O que mais gosto de ouvir é “depois que conversei com você consegui entender muitas coisas e minha vida mudou”. De fato, a autoreflexão é o grande segredo da evolução na vida de um executivo, depois de um programa de coaching.
M i n h a tarefa nobre é fazer você acreditar que há uma realidade diferente daquela que você vê e misturando-a com as minhas percepções, ver você pavimentar um caminho novo, com novos desafios, novas conquistas e mais alegria naquilo que você faz. Certo dia um executivo chegou até mim e confidenciou: “Dediquei todo o tempo do mundo ao meu trabalho e agora estou perdendo a minha família, não tem mais volta, estou desesperado, por favor, o que eu posso fazer?”.
Pensei alguns segundos antes de responder, respirei fundo e, calmamente, respondi ao meu cliente: Salve a sua vida! É lamentável que muitos executivos estejam sofrendo perdas.
Talvez você que esteja lendo este texto esteja sofrendo algum tipo de perda também.
Talvez seja hora de dar uma paradinha e, em vez de ter pena de você mesmo, acione a mesma energia e entusiasmo que faz com que você trabalhe a favor da sua empresa ou do seu negócio.
Passe a direcionar todo este potencial na busca de uma mudança na sua vida, nos seus hábitos e, quem sabe, até uma mudança de empresa.
Lembre-se, você é responsável por todas as suas decisões, inclusive aquelas que dizem respeito à sua carreira e a sua vida pessoal.
Portanto, não há motivo nenhum para ficar em cima do muro e deixar que outras pessoas decidam qual deve ser o ritmo de vida profissional ou pessoal que você deve levar.
Seja competente o suficiente para tornar a sua carreira um fator de sucesso para a sua vida e para a vida da sua família. Outro dia, uma executiva me disse durante uma conversa: “Estou desempregada há cinco meses e há mais de 20 anos venho trabalhando em banco. Não agüento mais, eu quero trabalhar em uma empresa privada”. Minha resposta foi: “Você trabalhou em uma empresa privada durante 20 anos, o que você precisa fazer é ser feliz com o que faz”. E ainda emendei: “Na área bancária você é uma executiva ‘plug in play’. Em uma organização não bancária, talvez você retroceda alguns anos na sua carreira”. Encerrei a reunião e me despedi.
Algumas semanas depois recebi uma mensagem dizendo: “Girardi, assumi a gerência regional do banco tal. Estou feliz, me sentindo uma executiva plug in play”. Fiquei feliz porque senti que ela ficou feliz e acreditando que o “banco” não era o X da questão. A sua recolocação foi quase instantânea. Personal Coach, não é mágico, mas pode ter o poder mágico de fazer você acreditar que a solução de todos os seus problemas está em você mesmo.
Quando você estiver passando em frente a uma livraria no aeroporto, num shopping ou em qualquer lugar faça um dos maiores investimentos na sua pauta de despesas pessoais, compre um livro e leia-o.
Faça de conta que está num bufê e vá “saboreando” as folhas de alguns livros. Você vai sentir o que está precisando ler. Todos os executivos que aconselho me dizem que gostariam de ler este ou aquele título, mas que não têm não tem tempo.
Uso a metáfora “comer” o livro, durante alguns minutos do dia, para alimentar o Ser Holístico que há dentro de cada um de nós. Este é um segredinho de sucesso.
Mundo corporativo é mundo corporativo, nem sempre este é o mundo que a sua família, seus amigos e às vezes até você mesmo gostariam de viver. Mas é o mundo que supre suas expectativas de conquistas, consumo, desejos e realizações.
Viva com alegria e entusiasmo todos os dias para que, quando chegar o fim do ano você possa dizer: “Este ano foi bom e sou uma pessoa feliz”.

Autor: Aristides Girardi

World Time