quarta-feira, 18 de julho de 2012

Headhunter chega a 5.073 conexões e 14.000 seguidores

By Starhunter News
Aristides Girardi -  Headhunter e 
CEO da Starhunter Executive Search

O headhunter brasileiro, Aristides Girardi, atinge a marca de 5.073 conexões e 14.000 seguidores no Linkedin, uma das maiores redes profissionais da WEB e se torna uma das pessoas mais influentes na rede. E seu blog Fale com o Headhunter se aproxima da marca de 100.000 visitas. Veja o que o Girardi tem a dizer sobre estes números: 
"Fiquei surpreso, positivamente, com os números que recebi sobre minha participação no Linkedin  uma das maiores, senão a maior rede de contatos profissionais do mundo. Meu perfil acumula até o momento 5.073 conexões (Escolhidas a "dedo") e 14.000 seguidores (Profissionais das mais diversas áreas). Um grande privilégio, mas uma baita responsabilidade, que encaro com muita humildade e dedicação. Para produzir um network de qualidade é necessário muito trabalho e paciência. O trabalho é fácil, pois é minha cacacterística, trabalhar. O difícil é a paciência. Por exemplo, quando o meu blog Fale com o Headhunter foi eleito TOP1 Brasil no TOPBLOG 2011 em dezembro de 2011, postei uma foto onde eu mostrava o troféu, simplesmente isso. Fui censurado por um "administrador" do Linkedin que ameaçou cancelar a minha conta se eu não retirasse imediatamente a foto e recolocasse a foto que tinha somente o meu rosto. Na hora fiquei um pouco chateado, pois toda minha atuação no Linkedin é baseada em uma filosofia de ajudar, apoiar e orientar os profissionais com quem me relaciono, compartilhando quase 40 anos de experiência no mundo corporativo. Respirei fundo e respeitei e cumpri a orientação recebida pela "administração" do Linkedin. Semanas após, nova investida, agora a ameaça de que se continuasse colocando o número de conexões no perfil, minha conta seria cancelada. E olha que a Starhunter é cliente do Linkedin, com fatura mensal no cartão de crédito. Mais uma vez respeitando a "regra", retirei a informação e até hoje cumpro a orientação, mesmo vendo uma minoria de usuários publicarem fotos "estranhas" e o número de conexões, sobre os quais a "administração" do Linkedin faz "vistas grossas". Semanas depois, um dos maiores grupos de executivos do Linkedin, me excluiu porque postei aquela foto da conquista do TOPBLOG Brasil 2011, onde eu, simplesmente, segurava o troféu. Fui sumariamente excluído. Procurei o dono do grupo e tentei entender se não foi exagero excluir um membro, cujos únicos "erros" foi durante quase três anos publicar artigos produzidos para ajudar os amigos executivos e publicar dezenas de vagas conduzidas pela Starhunter e recolocar um bom número de executivos nas empresas de nossos clientes. O amigo gestor do grupo ficou "sem saber o que falar" e me reincluiu como membro. No dia seguinte, eu me desliguei do grupo. Afinal de contas, minha filosofia é ajudar, não atrapalhar. Lamentei pelos quase 90.000 membros com os quais não tive mais contato, mas como estou permanentemente em busca de qualidade e não de quantidade, a decisão foi natural. Fora os "abelhudos" que interferem de forma cética e mal educada em alguns debates sérios que desenvolvemos com a comunidade de profissionais. Perceberam que o item paciência é longo. Mas, tanto a administração do Linkedin, alguns donos de grupo e alguns "abelhudos", foram fundamentais para que eu desenvolvesse uma visão correta do uso desta rede e extraísse dela todas as oportunidades e potencialidades que não são percebidas quando somos "novatos" neste tipo de ferramenta. Recomendo, quem ainda não participa, que participe. Vale a pena! O meu recado aos 5.073 profissionais conectados ao meu perfil e aos 14.000 profissionais seguidores do meu perfil, o meu agradecimento pela confiança e credibilidade, assegurando a todos que a minha retribuição será a continuidade de um trabalho transparente, útil e agregador, focando no apoio e ajuda a todos os profissionais que diariamente constroem um ambiente corporativo saudável e competitivo."

World Time