segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Fale com o Headhunter eleito TOP1 Brasil de empreendedorismo 2012

By StarhunterNews
Headhunter Aristides Girardi recebendo o TOP1 Brasil 

O blog Fale com o Headhunter foi eleito TOP1 Brasil 2012 de Empreendedorismo na categoria blog pessoal da Academia TOPBLOG em concorrida cerimônia de premiação em que foi feita a revelação dos vencedores no último sábado dia 26 de janeiro no Teatro da UNIP Vergueiro em São Paulo. Os números do maior prêmio da blogosfera da América Latina são impressionantes: 18.240 blogs inscritos, 1.768.000 votos computados, 2,7 bilhão de selos/page views.
O headhunter Aristides Girardi, criador e editor do blog bi-campeão da Academia TOPBLOG, ao receber o Prêmio fez uma homenagem aos 18.240 blogs inscritos, e a toda equipe da Academia, ilustrando que "gostaria de carinhosamente quebrar este troféu em 18.241 pedaços e entregar em mãos e abraçar cada um dos blogueiros inscritos e cada membro da Academia TOPBLOG, porque vocês fazem a segunda e verdadeira mídia do Brasil."
O blog Fale com o Headhunter já é o blog pessoal de Empreendedorismo mais premiado do Brasil, com um histórico de conquistas na blogsfera marcado pelo TOP2 Brasil em 2010, TOP1 Brasil em 2011 e TOPBLOG Brasil em 2012.
O conteúdo do blog, segundo Girardi, prioriza o Ser Integral, com artigos e dicas direcionados a profissionais, executivos e empreendedores e todas aquelas pessoas que apreciam um conteúdo com visão de desenvolvimento pessoal e profissional. "Existem milhares de fontes dando dicas em como organizar um empreendimento, o Fale com o Headhunter dá dicas em como organizar a visão, o comportamento, a mente e as ações daqueles que criam e coordenam os empreendimentos", finaliza Girardi.
Mais uma vez o editor faz questão de afirmar algo que já havia destacado nos prêmios anteriores: "Este troféu não pertence a mim, mas a todos os leitores que fazem do blog uma realidade e com o seu voto em todo o Brasil e muitos outros países, pelo júri popular, carinhosamente o elegeram o melhor blog pessoal de empreendedorismo do Brasil pelo segundo ano consecutivo."


















quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Tome partido dos seus pontos fortes

By Price Pritchett
Faça sua luz brilhar

Cada um de nós tem um conjunto de pontos fortes, altamente individual e personalizado. Eles se baseiam nos nossos mais fortes talentos naturais que foram aprimorados ao longo dos anos com conhecimentos e habilidades adicionais. Eles são as nossas habilidades mais evidentes - nossos principais recursos para chegar ao máximo desempenho - motivo pelo qual são chamados de "pontos fortes".

Quando liga esses grandes "motores", você faz a sua luz brilhar. As coisas realmente começas a dar certo. Você está acessando o seu potencial mais profundo, fazendo coisas que deseja fazer e que iluminam você por dentro.
O cultivo dos seus pontos fortes lhe dá mais espaço para crescer...mais oportunidade de desempenho máximo...mais possibilidade de gratificação pessoal. Quando lançamos mão dos nossos pontos fortes, somos energizados e o nosso ponteiro de atitude oscila para a zona positiva. O pessimismo não tem nenhuma chance. Sempre que a sua atitude mergulhar na zona do pessimismo, há uma grande possibilidade de você ser afastado dos seus pontos fortes. E trata-se de um problema comum. Um estudo feito pelo Instituto Gallup descobriu que, em todo o mundo, apenas 20% dos empregados que trabalham em grandes organizações sentem que tiram proveito dos seus pontos fortes todos os dias. Isso significa que oito entre dez pessoas não estão aproveitando todo o seu potencial.


#falecomoheadhunter - #aristidesgirardi - #starhunterinternational


terça-feira, 22 de janeiro de 2013

"Friozinho na barriga"

By Aristides Girardi

Palco da premiação já está pronto

Estarei no próximo sábado dia 26 no Teatro da UNIP em São Paulo, no evento de premiação da Academia TOPBLOG 2012, quando serão conhecidos os TOP1, TOP2 e TOP3 em 15 categorias. Nosso blog www.falecomoheadhunter.blogspot.com.brestá entre os finalistas e concorre ao Prêmio de melhor blog de empreendedorismo do Brasil na categoria blog pessoal júri popular. A votação foi encerrada em 30/11/12 e neste evento será aberto o envelope com o resultado da votação. Trata-se do maior prêmio da Blogosfera na América Latina. No mínimo, já somos TOP3. Estamos na torcida...e contamos com sua torcida!

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Aprenda a dizer não sem culpa

By Richard Carlson
Aprenda a dizer não sem se sentir culpado

Uma das maneiras pelas quais muitos de nós costumamos nos meter em encrencas é nos comprometermos com coisas demais; deixamos de dizer não. Dizemos "claro, vou fazer isso," ou "tudo bem, vou tomar conta disso", quando bem no fundo sabemos que realmente não queremos fazê-lo, ou que já temos coisas demais para fazer.

O problema em relação a dizer sempre sim é duplo. Em primeiro lugar, o resultado final é quase sempre sentir-se sobrecarregado, estressado e cansado. Simplesmente existe um ponto em que basta, um ponto de retorno diminuído em que nossa atitude, nosso espírito e até mesmo nossa produtividade começam a sofrer. Nosso trabalho sofre, assim como nossa vida pessoal e familiar. Dizendo sim inúmeras vezes, começamos a nos sentir vitimados e ressentidos pro termos tanta coisa a fazer. Como tendemos a nos sentir culpados quando dizemos não, muitas vezes é difícil ver que fomos nós que nos metemos nessa confusão ao deixarmos de dizer não com mais frequência.

O segundo maior problema em deixar de dizer não quando apropriado é que voê acaba manifestando uma atitude ligeiramente insincera. Em outras palavras, você está fazendo coisas que realmente não queria estar fazendo ou que não deveria estar fazerndo - mas está agindo como se tudo estivesse bem.
Dizer não sem culpa não é egoísmo - é uma necessidade protetora.
Obviamente, existem muitas ocasiões em que não podemos dizer não, e muitas outras nas quais é do nosso interesse dizer sim ou simplesmente queremos dizer sim. Ótimo! O truque é usar sua sabedoria, em vez de reações intempestivas, para decidir quando dizer sim ou quando dizer não.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

A inquietação é sinal de dúvida

By Aristides Girardi
Pausa para um cafezinho e um momento de reflexão

"Melhor é o pouco com o temor do SENHOR, do que um grande tesouro onde há inquietação." Provérbios 15:1


Quando estamos inquietos, via de regra, estamos com dúvida sobre alguma coisa. Uma decisão que estamos adiando. Falta de coragem para tomar uma decisão ou até mesmo dúvida sobre qual caminho tomar. Ato contínuo, nossos pensamentos começam a formar um verdadeiro "redemoinho" em nossa mente, e começamos a sentir uma sensação de que vamos "enlouquecer" ou "explodir". Sabendo que temos em média 60.000 pensamentos por dia, é grande a chance de sermos "engolidos" por este turbilhão de pensamentos. Se você já esteve, ou está, ou um dia vier a estar nesta situação, lembre-se: Sente-se em um lugar calmo e tranquilo, sem barulho, sem movimento, feche os olhos, respire normalmente até sentir a própria respiração e concentre-se no lugar e no momento em que você está. Isto ajudará você a acalmar a mente e o seu discernimento estará em melhores condições de tomar uma decisão a respeito do tema que está causando esta inquietação. O passo seguinte é DECIDIR, deixar de protelar, assumir uma posição com responsabilidade, e a inquietação vai desaparecer num piscar de olhos.
#coachexecutivo  #aristidesgirardi

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Pare de Correr

By Richard Carlson
Muitas vezes permanecer no mesmo lugar cria estabilidade


Para muitas pessoas, basicamente só existem duas velocidades - rápido e mais rápido. Parece que na maior parte do tempo estamos correndo para cima e para baixo, nos movendo muito rápido, fazendo três ou quatro coisas ao mesmo tempo. Muitas vezes só estamos prestando atenção parcialmente no que estamos fazendo ou nas pessoas que trabalham conosco. Nossas mentes estão atulhadas e excessivamente ocupadas.

Talvez o motivo por que tantos de nós passem tanto tempo correndo é que temos medo de ficar para trás ou de perdermos a vantagem. Nossos competidores e todas as outras pessoas ao nosso redor parecem estar se movendo tão rápido que achamos que temos que fazer o mesmo.

É importante notar que neste estágio mental hiperfrenético, nossa concentração sofre. Desperdiçamos energia preciosa e tendemos a cometer erros. Quando estamos correndo, é difícil determinar o que é realmente mais importante, por que estamos tão preocupados em deixar tudo pronto. Como estamos nos movendo tão rápido, é fácil ficarmos estressados, nervosos e agitados. Como estamos tão tensos, as coisas nos irritam facilmente. Quanto estamos correndo é realmente fácil fazer tempestades em copo d´água.

Como tentativa, veja se consegue fazer um esforço consciente para desacelerar - tanto nos seus pensamentos quanto nas suas ações. Se o fizer, acho que terá uma surpresa agradável ao descobrir que, apear do ritmo mais lento, você vai ficar mais relaxado e muito mais eficiente. O motivo disso acontecer é que você recupera a compostura e passa a ser capaz de ver o quadro com mais amplidão. Seu nível de estresse vai cair dramaticamente e vai até parecer que você tem mais tempo. O seu pensamento e capacidade de escuta vão se tornar mais agudos e afinados. Você vai ser capar de antecipar problemas em vez de se envolver em tantos deles. 
Reconheço totalmente a necessidade de ser produtivo, e percebo quanto trabalho há por fazer. Contudo, por mais irônico que possa parecer, muitas vezes você vai conseguir fazer mais em menos tempo, quando parar de correr tanto.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Confronte suavemente!

By Richard Carlson

É difícil imaginar trabalhar para viver sem pelo menos algum grau de confronto. Afinal de contas, vivemos num mundo de interesses, desejos e preferências conflitantes. Temos diferentes padrões e expectativas. Um trabalho que é considerado bem feito e completo para uma pessoa pode ser incrivelmente inadequado para outra. algo que você considera uma emergência ou absolutamente crítico pode parecer quase irrelevante para outra pessoa, ou pelo menos indigno da sua atenção. Existem muitas questões e pessoas para lidarmos com as quais um confronto ocasional parece inevitável. Às vezes, você pode ter de enfrentar alguém para conseguir um resultado desejado, esclarecer uma intenção, sacudir alguém, fazer as coisas acontecerem, resolver um conflito, abandonar um hábito ou melhorar a comunicação.
Embora os confrontos possam ser inevitáveis, eles não precisam necessariamente se parecer com uma guerra ou conduzir a sentimentos que ferem ou aborrecem, estressem ou desapontem. Em vez disso, é possível confrontar alguém (ou ser confrontado) de uma maneira gentil e eficiente que não só leva ao resultado desejado, como também aproxima vocês dois pessoal ou profissionalmente.

Richard Carlson morreu aos 45 anos durante um vôo em turnê de divulgação de mais um de seus sucessos, quando viajava de São Francisco para Nova Iorque em 13 de dezembro de 2006.


World Time