domingo, 5 de fevereiro de 2017

As vitórias são construídas com automotivação

Por Aristides Girardi



Tenho convivido com empresários e executivos diariamente ao longo dos últimos 40 anos e observei algumas características que eles têm em comum. Não se trata de conceitos ou fundamentos teóricos, mas de uma vivência na vida real, com pessoas reais, que enfrentaram e enfrentam desafios reais em suas vidas pessoais e no mundo dos negócios.

Quarta-feira chuvosa, fria e com ventos de congelar as pontas dos dedos. Chegando na empresa, logo de manhã, o presidente foi avisado pela secretária, que um senhor o esperava na sala reservada aos visitantes. 

-Parece que é um oficial de justiça. Disse a secretária.

O presidente pediu um café, encostou a porta, sentou na sua cadeira e virou-se para a janela, de onde podia avistar a cadeia de montanhas no horizonte próximo. Respirou fundo e lembrou como os últimos anos tinham sido cruéis para todos ali naquela empresa, que completaria naquela semana, 40 anos de história.

Os pensamentos brotavam numa velocidade impressionante, e em segundos lembrava do caos financeiro pelo qual estavam passando, pela crise de mercado e a iminente falência da empresa, não obstante a luta que era travada diariamente na busca de alternativas que modificassem o curso das coisas.

Quem sabe receberia uma notificação que o esperava a poucos metros dali, e este fosse o golpe de misericórdia, pois todos os ativos já estavam bloqueados, garantias sendo executadas e o beco não tinha mais uma saída aparente.

O presidente fechou os olhos e começou a imaginar naquele momento, como seria o início da virada na história daquela profunda crise. Lembrou da sua família, das famílias dos milhares de colaboradores, dos clientes que se beneficiavam com os seus produtos, dos desafios que tinham sido vencidos ao longo dos anos, que não são poucos na vida de uma empresa, e de repente brota um pensamento com grande poder de reação, produzindo naquele exato momento, um sentimento de certeza de que estava na hora de parar de viver a crise e começar a viver a solução.

Ele lembrou da figura do seu pai, que sempre lhe dizia quando era questionado sobre suas dúvidas: -Siga a sua intuição, e quando as coisas estiverem difíceis, a sua automotivação o manterá de pé e lhe dará forças para não desistir.

A voz da secretária o devolve à realidade: -Presidente, aquele visitante quer saber se o senhor vai atendê-lo?

-Claro que sim. Pode pedir que entre e traga-lhe um bom e quente café.

Os próximos minutos foram uma eternidade, e esfregando as mãos para aquecê-las, olha para a porta à espera pela entrada do ilustre visitante. 

-Bom dia! Como vai o senhor? Sou oficial de justiça e vim lhe entregar uma notificação, o senhor é o representante legal da empresa?

-Bom dia. Sim, sou o representante, por favor sente-se.

-Não obrigado, a hora avança e logo tenho que ir.

-Aceita um café? 

-Não obrigado. Por favor queira assinar o protocolo. É sobre o processo da sua empresa.

O presidente assinou a notificação e o visitante imediatamente se retirou.

Fechou a porta, sentou-se na sua cadeira e começou a ler a notificação que levaria a abertura do processo de falência da sua empresa.

Entrei na sala e o presidente ainda segurando a notificação na mão, respondeu meu bom dia, e pediu que sentasse para conversarmos sobre o assunto.

Ele levantou-se, foi até a janela, olhou para o horizonte por alguns segundos, virou-se pra mim e disse com voz firme:
-Não vamos desistir!

Para encurtar a história, a empresa não foi à falência, recuperou sua situação financeira, liberou as garantias, fez uma grande reestruturação, selando uma aliança com um de seus maiores concorrentes, assumindo a liderança do mercado.
Ter anos de experiência, formação acadêmica robusta e idiomas, mas não ter automotivação, é semelhante a você ter uma Ferrari sem combustível. Não sai do lugar.

No meu livro Como fazer chover na sua Horta? Dedico um capítulo exclusivamente para ensinar como acontece esse processo da automotivação e o poder que ela tem, para ajudá-lo a manter a sua autonomia intelectual, anulando as influências que as circunstâncias exercem sobre nós.

Empresários e executivos de sucesso, levantam cedo, dormem tarde, trabalham muito. Carregam na mente, pensamentos de qualidade que agregam valor, e no coração, a certeza de que as lutas e derrotas fazem parte da construção de grandes conquistas.

Não têm apego a discussões vazias e passam longe de assuntos que não estejam alinhados com os objetivos do seu negócio ou carreira.

Possuem o hábito de ouvir, e ouvir muito, e quando falam, sabem o que estão falando. E dizem palavras que fazem a diferença. 

Conseguem ver saídas que ninguém vê. Criam, somam, multiplicam e transformam. São extremamente resilientes e prontos para lidar com o inesperado. Sua capacidade de estrategiar é rotineira. São ousados, mas não abrem mão de planejamento e de ter uma segunda ou uma terceira alternativa em suas ações para garantir o resultado esperado em suas tomadas de decisões.

São pessoas comuns, como nós, mas com o tempo, aprendendo com erros e acertos, se tornaram pessoas de mentes brilhantes.
Não há elevador para o sucesso, você tem que ir pela escada e subir um degrau de cada vez.

Saúde & Sucesso!

-Aristides Girardi

**************************************************************

Aristides Girardi é Economista, Master Coach, Headhunter e Palestrante, autor do livro COMO FAZER CHOVER NA SUA HORTA? Carreira e Negócios.

World Time